Braga

Braga

Santuário de Bom Jesus do Monte

As primeiras construções no Monte se deram ainda no século XVI, com a construção de uma Cruz e uma pequena ermida à Santa Cruz. Ao longo dos séculos foram realizadas algumas remodelações. A partir de 1723 foram realizadas obras significativas que transformaram o santuário, deixando mais próximo do que conhecemos hoje. Foram construídos o Pórtico (na parte Baixa do monte) e os Escadórios com as Capelas da Via Sacra e Fontes de Água que conduzem até o Terreiro das Chagas. No Terreiro das Chagas foram construídas mais duas capelas e também onde se inicia a Escadaria dos Cinco Sentidos. Esta escadaria em zigue-zague possui seis fontes, a primeira é a das cinco chagas (feridas de Cristo) e as seguintes representam cada um dos cinco sentidos humanos. Nesta época também foi construído uma igreja barroca, mas que se demonstrou pequena para o grande número de peregrinos.
Em 1784 deu-se início a construção da atual igreja. E em 1837 foi construído o Escadório das Virtudes, logo acima ao Escadório dos Cinco Sentidos. As virtudes seriam a fé, a esperança e a caridade.
Na parte mais alta do monte, ao nível da Igreja, há bonitos jardins, lagos, restaurante e hotel. Para auxiliar nesta subida há o primeiro ascensor da Península Ibérica. O seu ponto de partida fica próximo do Pórtico e vai até a Estátua Equestre de São Longuinho, próximo à igreja (09h-20h (verão), 09h-19h (inverno) | 1 viagem: 1,50€; 2 viagens: 2,50€).

Localização: ver no mapa

Sé Catedral de Braga

A Sé de Braga começou a ser construída no século XI, sendo umas das primeiras catedrais portuguesa. Passou por algumas transformações ao longo dos séculos, contando hoje com peças e características de diferentes estilos, como o românico, gótico e o barroco.
A visita inclui três percursos distintos. O Percurso 1 acontece no Tesouro-Museu, na antiga casa do Cabido, do século XVIII. Possui em seu acervo peças de arte sacra de grande valor histórico. O Percurso 2 inclui as Capelas e o Coro Alto. A Capela dos Reis, de estilo gótico, foi construída no século XIV. É nesta capela que estão sepultados os pais do primeiro rei de Portugal, D. Henrique Afonsos. As outras capelas são a Capela de São Geraldo, do século XII e a Capela da Glória, construção gótica do século XIV. Neste percurso estão ainda o Coro Alto e os órgãos monumentais da Catedral de Braga. No Percurso 3 visita-se a Catedral de Braga.
Ao lado da Sé de Braga fica a
Igreja da Misericórdia de Braga (mapa), construída entre 1560 e 1562 onde ficava uma antiga capela da Sé de Braga.

Localização: Rua D. Paio Mendes
Horário de Funcionamento: todos os dias 09:30-12:30 e 14:30-17:30 (18:30 no verão)
Preço: Percurso 1: 3€ | Percurso 2: 2€ | Percurso 3: 2€ | Percursos 1+2+3: 5€ (+detalhes)
Mais informações: se-braga.pt

Sé Catedral de Braga

Santuário do Sameiro

O Santuário está localizado sobre o Monte Sameiro, a 11 km do centro histórico e a 566 m de altitude, proporcionando uma vista privilegiada da cidade. As primeiras construções no local datam de 1863, com a construção de um monumento à Imaculada Conceição de Maria, e em 1890 se iniciou a construção da igreja.
A região do santuário conta algumas estátuas, jardins, loja e restaurantes, imersos em uma grande área verde. Em frente à igreja fica o escadório do Sameiro, e próximo ao início, a Estátua do Papa João Paulo II, que visitou o Santuário em 1982.

Localização: Av. Nossa Senhora do Sameiro
Horário de Funcionamento: 2ª a sábado 07:30-20h, domingo 06:30-20h (Junho a Setembro) 2ª a sábado 07:30-18h, domingo 06:30-18h (Outubro a Maio)
Mais informações: santuariodosameiro.pt

Santuário do Sameiro
Parte alta do Santuário com destaque para o ascensor
Escadaria do Santuário de Bom Jesus do Monte

Praça da República

É a principal praça de Braga, se estendendo ao longo da Avenida Central. Em uma de suas extremidades, está a região conhecida como Arcada, onde está o chafariz e dois cafés tradicionais na cidade, Café Vianna e Café Astória. Na praça estão também a Igreja e o Convento dos Congregados (mapa) e o Posto de Turismo (mapa).
Próximo à praça, seguindo pela Avenida da Liberdade está o
Theatro Circo (mapa), inaugurado em 1915. Nesta região estão também a Igreja de São Marcos (séc. XVIII) (mapa) a Igreja de Santa Cruz (séc XVII) (mapa) e o Palácio do Raio (mapa). O Palácio é uma construção do século XVIII, antiga propriedade do Visconde de São Lázaro, Miguel José Raio e atualmente é o Centro Interpretativo das Memórias da Misericórdia de Braga.

Localização: ver no mapa

Jardim de Santa Bárbara

Jardim público localizado no centro histórico embelezando-o ainda mais com formas e coloridos variados. No centro do jardim há uma fonte do século XVII e sobre ela uma estátua de Santa Bárbara. Ajuda a tornar o local ainda mais especial o Antigo Paço Episcopal (mapa), edifício que lembra um castelo localizado ao fundo do jardim e os arcos de pedra. O paço começou a ser construído no século XIV e hoje é a sede da Reitoria e Biblioteca da Universidade do Minho.
Do outro lado do Paço Episcopal ficam a
Rua do Souto (mapa) e o Largo do Paço, com o Chafariz dos Castelos (mapa). A Rua do Souto é uma rua tradicional de comércio de Braga Foi construída no século XIV e hoje faz a ligação do Largo do Paço e o antigo Castelo de Braga. O Castelo foi demolido no início do século XX, restando apenas a Torre de Menagem (mapa).

Localização: ver no mapa

Jardim de Santa Bárbara e Paço Episcopal

Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa

Museu de 1918 com coleções de itens provenientes da região norte de Portugal, especialmente da cidade de Braga. As coleções estão dispostas em 4 núcleos. O primeiro representa os períodos Paleolítico, Mesolítico, Neolítico, Calcolítico, Idade do Bronze e a Idade do Ferro. As outras salas são relacionadas principalmente à influência do período romano na região.

Localização: Rua dos Bombeiros Voluntários
Horário de Funcionamento: todos os dias 09:30-17:30 (18:30 de 1 de Junho a 15 de Setembro)
Encerrado: 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro
Preço: 3€ (+detalhes)
Mais informações: culturanorte.pt

Museu dos Biscainhos

Museu inaugurado em 1978 no Palácio dos Biscainhos, construção do século XVII que serviu de habitação para os Condes de Bertiandos (título criado pela Rainha D. MariaII). O Museu proporciona uma viagem ao mundo da nobreza portuguesa do século XVIII.
Além de toda a arquitetura do Palácio, chama a atenção também os seus jardins, tanto o jardim localizado em frente, como o pequeno e simples jardim de seu interior.
Próximo ao Palácio há outros dois atrativos, os jardins e a Fonte do Campo das Hortas (mapa) e o Arco da Porta Nova (Arco da Rua do Souto) (mapa). O Arco foi aberto no início do século XVI, sendo necessário, para isso, a destruição de uma pequena porção da muralha que circundava a cidade, mas a obra atual é de 1772.

Localização: Rua dos Biscainhos
Horário de Funcionamento: 3ª a domingo 09:30-12:45 e 14h-17:30
Encerrado: 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro
Preço: 2€ (+detalhes)
Mais informações: culturanorte.pt

Santuário de Bom Jesus do Monte

As primeiras construções no Monte se deram ainda no século XVI, com a construção de uma Cruz e uma pequena ermida à Santa Cruz. Ao longo dos séculos foram realizadas algumas remodelações. A partir de 1723 foram realizadas obras significativas que transformaram o santuário, deixando mais próximo do que conhecemos hoje. Foram construídos o Pórtico (na parte Baixa do monte) e os Escadórios com as Capelas da Via Sacra e Fontes de Água que conduzem até o Terreiro das Chagas. No Terreiro das Chagas foram construídas mais duas capelas e também onde se inicia a Escadaria dos Cinco Sentidos. Esta escadaria em zigue-zague possui seis fontes, a primeira é a das cinco chagas (feridas de Cristo) e as seguintes representam cada um dos cinco sentidos humanos. Nesta época também foi construído uma igreja barroca, mas que se demonstrou pequena para o grande número de peregrinos.
Em 1784 deu-se início a construção da atual igreja. E em 1837 foi construído o Escadório das Virtudes, logo acima ao Escadório dos Cinco Sentidos. As virtudes seriam a fé, a esperança e a caridade.
Na parte mais alta do monte, ao nível da Igreja, há bonitos jardins, lagos, restaurante e hotel. Para auxiliar nesta subida há o primeiro ascensor da Península Ibérica. O seu ponto de partida fica próximo do Pórtico e vai até a Estátua Equestre de São Longuinho, próximo à igreja (09h-20h (verão), 09h-19h (inverno) | 1 viagem: 1,50€; 2 viagens: 2,50€).

Localização: ver no mapa

Escadaria do Santuário de Bom Jesus do Monte
Parte alta do Santuário com destaque para o ascensor

Praça da República

É a principal praça de Braga, se estendendo ao longo da Avenida Central. Em uma de suas extremidades, está a região conhecida como Arcada, onde está o chafariz e dois cafés tradicionais na cidade, Café Vianna e Café Astória. Na praça estão também a Igreja e o Convento dos Congregados (mapa) e o Posto de Turismo (mapa).
Próximo à praça, seguindo pela Avenida da Liberdade está o
Theatro Circo (mapa), inaugurado em 1915. Nesta região estão também a Igreja de São Marcos (séc. XVIII) (mapa) a Igreja de Santa Cruz (séc XVII) (mapa) e o Palácio do Raio (mapa). O Palácio é uma construção do século XVIII, antiga propriedade do Visconde de São Lázaro, Miguel José Raio e atualmente é o Centro Interpretativo das Memórias da Misericórdia de Braga.

Localização: ver no mapa

Sé Catedral de Braga

A Sé de Braga começou a ser construída no século XI, sendo umas das primeiras catedrais portuguesa. Passou por algumas transformações ao longo dos séculos, contando hoje com peças e características de diferentes estilos, como o românico, gótico e o barroco.
A visita inclui três percursos distintos. O Percurso 1 acontece no Tesouro-Museu, na antiga casa do Cabido, do século XVIII. Possui em seu acervo peças de arte sacra de grande valor histórico. O Percurso 2 inclui as Capelas e o Coro Alto. A Capela dos Reis, de estilo gótico, foi construída no século XIV. É nesta capela que estão sepultados os pais do primeiro rei de Portugal, D. Henrique Afonsos. As outras capelas são a Capela de São Geraldo, do século XII e a Capela da Glória, construção gótica do século XIV. Neste percurso estão ainda o Coro Alto e os órgãos monumentais da Catedral de Braga. No Percurso 3 visita-se a Catedral de Braga.
Ao lado da Sé de Braga fica a
Igreja da Misericórdia de Braga (mapa), construída entre 1560 e 1562 onde ficava uma antiga capela da Sé de Braga.

Localização: Rua D. Paio Mendes
Horário de Funcionamento: todos os dias 09:30-12:30 e 14:30-17:30 (18:30 no verão)
Preço: Percurso 1: 3€ | Percurso 2: 2€ | Percurso 3: 2€ | Percursos 1+2+3: 5€ (+detalhes)
Mais informações: se-braga.pt

Sé Catedral de Braga

Jardim de Santa Bárbara

Jardim público localizado no centro histórico embelezando-o ainda mais com formas e coloridos variados. No centro do jardim há uma fonte do século XVII e sobre ela uma estátua de Santa Bárbara. Ajuda a tornar o local ainda mais especial o Antigo Paço Episcopal (mapa), edifício que lembra um castelo localizado ao fundo do jardim e os arcos de pedra. O paço começou a ser construído no século XIV e hoje é a sede da Reitoria e Biblioteca da Universidade do Minho.
Do outro lado do Paço Episcopal ficam a
Rua do Souto (mapa) e o Largo do Paço, com o Chafariz dos Castelos (mapa). A Rua do Souto é uma rua tradicional de comércio de Braga Foi construída no século XIV e hoje faz a ligação do Largo do Paço e o antigo Castelo de Braga. O Castelo foi demolido no início do século XX, restando apenas a Torre de Menagem (mapa).

Localização: ver no mapa

Jardim de Santa Bárbara e Paço Episcopal

Santuário do Sameiro

O Santuário está localizado sobre o Monte Sameiro, a 11 km do centro histórico e a 566 m de altitude, proporcionando uma vista privilegiada da cidade. As primeiras construções no local datam de 1863, com a construção de um monumento à Imaculada Conceição de Maria, e em 1890 se iniciou a construção da igreja.
A região do santuário conta algumas estátuas, jardins, loja e restaurantes, imersos em uma grande área verde. Em frente à igreja fica o escadório do Sameiro, e próximo ao início, a Estátua do Papa João Paulo II, que visitou o Santuário em 1982.

Localização: Av. Nossa Senhora do Sameiro
Horário de Funcionamento: 2ª a sábado 07:30-20h, domingo 06:30-20h (Junho a Setembro) 2ª a sábado 07:30-18h, domingo 06:30-18h (Outubro a Maio)
Mais informações: santuariodosameiro.pt

Santuário do Sameiro

Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa

Museu de 1918 com coleções de itens provenientes da região norte de Portugal, especialmente da cidade de Braga. As coleções estão dispostas em 4 núcleos. O primeiro representa os períodos Paleolítico, Mesolítico, Neolítico, Calcolítico, Idade do Bronze e a Idade do Ferro. As outras salas são relacionadas principalmente à influência do período romano na região.

Localização: Rua dos Bombeiros Voluntários
Horário de Funcionamento: todos os dias 09:30-17:30 (18:30 de 1 de Junho a 15 de Setembro)
Encerrado: 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro
Preço: 3€ (+detalhes)
Mais informações: culturanorte.pt

Museu dos Biscainhos

Museu inaugurado em 1978 no Palácio dos Biscainhos, construção do século XVII que serviu de habitação para os Condes de Bertiandos (título criado pela Rainha D. MariaII). O Museu proporciona uma viagem ao mundo da nobreza portuguesa do século XVIII.
Além de toda a arquitetura do Palácio, chama a atenção também os seus jardins, tanto o jardim localizado em frente, como o pequeno e simples jardim de seu interior.
Próximo ao Palácio há outros dois atrativos, os jardins e a Fonte do Campo das Hortas (mapa) e o Arco da Porta Nova (Arco da Rua do Souto) (mapa). O Arco foi aberto no início do século XVI, sendo necessário, para isso, a destruição de uma pequena porção da muralha que circundava a cidade, mas a obra atual é de 1772.

Localização: Rua dos Biscainhos
Horário de Funcionamento: 3ª a domingo 09:30-12:45 e 14h-17:30
Encerrado: 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro
Preço: 2€ (+detalhes)
Mais informações: culturanorte.pt

Mapa

Como chegar

De carro

Braga fica a aproximadamente 55 km do Porto, seguindo pela autoestrada A3.

De comboio (trem)

A empresa Comboios de Portugal (CP) faz o trajeto até Braga, saindo do Porto das estações São Bento e Campanha. A viagem dura aproximadamente 1h, com passagens a partir de 3,25€. A estação de Braga fica a pouco mais de 500 m do Arco da Porta Nova, no Centro Histórico. Para mais informações pode-se acessar a página da empresa: www.cp.pt/passageiros/pt

De autocarro (ônibus)

A Rede Expressos possui ônibus com partida de várias cidades. Do Porto, os ônibus saem do Terminal Rodoviário do Campo 24 de Agosto e com um tempo de viagem de aproximadamente 1h, mas com várias opções de horário.
A passagem custa 6,00€. O Terminal Rodoviário de Braga fica a 500m da Praça da República. Para mais informações pode-se acessar a página da empresa: www.rede-expressos.pt.

Dicas

ainda não há dicas… 🙁